Controle Social

Principal Atualizado em 20/05/22 - 7h48

CGDF e Egov lançam curso inédito sobre controle social

Oferecidas na plataforma de Ensino a Distância, as aulas são abertas à sociedade em geral; inscrições vão até o dia 22 de maio

 

Ampliar o controle social para aperfeiçoar a fiscalização, aumentar a transparência e facilitar o acompanhamento das atividades diárias da administração pública. Este é o objetivo do mais novo curso oferecido pela Escola de Governo (Egov) em parceria com a Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF).

 

Com carga de 20 horas e ministrado na modalidade Ensino a Distância (EaD), o curso “Entendendo o Controle Social” tem inscrições abertas até o dia 22 deste mês. Inédita, a temática exclusiva de controle social é voltada para servidores públicos e para a sociedade em geral.

 

“É um curso destinado àqueles cidadãos dispostos a contribuir com a melhoria da administração pública”, resume a diretora-executiva da Egov. O conteúdo programático está dividido em três módulos: Controles na administração pública, Controle social e Instrumentos e espaços de controle social.

 

A proposta é ajudar na ampliação da participação popular no processo de fiscalização dos atos no serviço público. “O controle dos atos é estimulado na medida em que pressupõe examinar se a atividade governamental atendeu à finalidade pública, à legislação e aos princípios básicos aplicáveis ao setor público”, explica o controlador-geral do DF, Paulo Wanderson Martins. “O controle social é um importante mecanismo de prevenção da corrupção, de transparência e de fortalecimento da cidadania”.

 

Os interessados podem acessar o site da Egov e buscar a aba “Formação – Cursos a distância – Pré-inscrição EaD”. Em seguida, após o cadastro na plataforma e o preenchimento da ficha, um e-mail de confirmação será encaminhado com o tutorial de acesso às aulas.

 

“São aulas autoinstrucionais, ou seja, os cursistas podem fazer sozinhos, sem ajuda de um tutor”, explica o chefe da Divisão de Desenvolvimento de Ambientes Virtuais da Egov, Akio Watanabe, que coordena os cursos a distância. Para quem não tem muita experiência com a ferramenta, Akio tranquiliza: “É bem intuitivo”.

 

Por ser remoto e completamente online, o curso é mais uma alternativa de capacitação de servidores no tempo livre. “A proposta é que eles aproveitem as horas vagas para aprender mais e se reciclar; tudo que aprenderem ali será aproveitado no trabalho e na vida deles também”, reforça o servidor. Só neste ano, mais de 6,9 mil servidores se inscreveram em aulas online oferecidas pela Egov.